sexta-feira, 15 de julho de 2011

Escrever na ausência de meus sentimentos é como usar tinta branca... O livro do meu coração está sem palavras e a borracha da ilusão rasga suas páginas na fútil tentativa de apagar algo que não está lá.
Escrevo em uma cor familiar, de modo que nada fique perdido. Um vermelho intenso e forte, tal qual o sangue que derrama de meu corpo sofrido pela minha alma rasgada...
Desta forma eu escrevo minha historia que nao apresenta nada de bonito, apenas decepções que fazem minha alma perecer.
E por mais q eu tenha utilizado o vermelho para fixar, nas paginas do meu coraçao, os meus sofrimentos, me dei conta de algo me fora dito no começo, e que apenas agora compreendo... A tinta branca, antes imperceptível, no final, acaba por se sobresair à medida em que o papel envelhece... E se torna, assim, a mais bela tinta de todas, e mais importante pois nessas palavras se encontram verdades não vistas.... "
NILSON sexta-feira 16 de maio de 2011.

0 comentários: